Certificação ISO
Traduzimos palavras em negócios
Dicas técnicas para a localização de websites
por Terralíngua      Publicado em  março 20, 2013
00

Dicas técnicas para a localização de websitesDesafios enfrentados por tradutores em termos de idioma, gramática, composição, sensibilidade cultural, entre outros, sempre foram tópicos de discussão. No entanto, você já parou para pensar nos ajustes que a equipe técnica deve fazer se um site precisar ser traduzido? Existem algumas regras básicas, porém importantes, que a equipe técnica deve seguir se o site precisar ser localizado e disponibilizado em diversos idiomas. Apresentamos, a seguir, algumas dicas para a localização de websites.

Use Unicode para codificar e servir suas páginas da web

Não é preciso dizer que a codificação é um dos níveis básicos de segurança que um desenvolvedor web incorpora em seu site. No entanto, existem diferentes padrões e formatos de codificação que podem ser seguidos. Mas se o website precisar ser desenvolvido e disponibilizado em diferentes idiomas, o melhor formato de codificação a ser usado é o Unicode. Existem mais de 110.000 caracteres no formato Unicode e nenhuma outra linguagem possui tantos caracteres. Assim, o Unicode pode ser usado para todos os idiomas sem quaisquer problemas de codificação.

Usando Estilos ao invés de tags

Se você deseja localizar o seu site, o melhor é usar as folhas de estilos do que usar a tag para alterar a fonte dos conteúdos. O único problema é que nem todos os computadores terão o conjunto de fontes que o seu computador tem. Assim, se você usar a tag , a formatação poderá não sair da forma que você desejava e o texto será exibido como texto não criptografado. Por outro lado, os estilos nas folhas de estilo não necessitam da fonte para estarem presentes no computador do usuário. Caso haja qualquer variação no tamanho da fonte ou também na formatação, as folhas de estilos se reajustarão automaticamente.

Documentos XML são ideais para sites localizados

Arquivos XML ou XHTML são ideais para a codificação de um website se tiverem de ser traduzidos para idiomas diferentes. Os documentos XML suportam diversas fontes de idiomas bem como são compatíveis com uma gama de softwares de auxílio à tradução. Em consequência, o tempo gasto para converter arquivos XML em diferentes idiomas será muito menor. Além disso, os tradutores podem trabalhar com o código efetivo da página da web, o que simplificará ainda mais suas tarefas.

Evite gráficos sempre que possível e use texto em vez deles

Não é porque gráficos não podem ser traduzidos para diferentes idiomas, mas o esforço necessário para converter conteúdos gráficos de um idioma para outro é muito grande. Existem diversos processos envolvidos na criação de conteúdo gráfico animado e não se trata só de uma questão de o conteúdo passar por um tradutor. Todo o processo deve ser repetido desde o início. Para evitar isso, experimente usar texto em vez de gráficos. Com uma pitada de criatividade, você poderá criar conteúdos eficazes sem o uso de gráficos.

Navegação

Tomemos de exemplo uma página convertida do árabe para o inglês. O inglês é lido da esquerda para a direita, enquanto o árabe é lido da direita para a esquerda. Consequentemente, se a barra de menus do site em inglês estiver no lado esquerdo, a barra de menus para a versão em árabe deve estar situada no lado direito. Assim, certifique-se de que a navegação do site seja projetada para que possa ser traduzida de forma independente.

Evite scripts incorporados ou mantenha-os invisíveis

Procure evitar scripts incorporados como consultas SQL, JavaScript, etc. em suas páginas da web. Isso permitirá que o tradutor seja mais flexível com as traduções. Se você não tiver outra escolha senão usar os scripts incorporados, procure mantê-los o máximo possível escondidos.

Tópicos do Blog