Certificação ISO
Traduzimos palavras em negócios
Seis recomendações importantes para a localização de softwares
por Terralíngua      Publicado em  março 6, 2013
00

Seis recomendações importantes para a localização de softwaresImagine a situação: você traduziu o seu software para diversos idiomas e também já anunciou a data do lançamento. Então você se dá conta de que disponibilizou o software na maioria dos idiomas, mas não o testou em todos eles. O fato de não saber se o software realmente funciona em um idioma específico pode causar pânico. Para evitar situações de estresse como essa, sugerimos a seguir algumas regras que você pode seguir:

Converter as strings do usuário em arquivos de recurso

Quando houver uma cadeia de caracteres (string) visível ao usuário, converta-a em arquivos de recurso. São exemplos de strings visíveis as mensagens de erro, nomes de produtos, strings de imagens, etc. Ao adicionar essas strings em arquivos de recurso, torna-se bem mais fácil traduzi-los. A maioria dos tradutores especifica valores para diferentes strings traduzidas. Quando um usuário seleciona um idioma em específico, o software faz a correspondência dele com o valor de tradução que você atribuiu, e o texto no idioma correspondente é exibido.

Evitar a concatenação de strings

Um bug devido à concatenação é um dos bugs mais comuns que os especialistas em localização regularmente têm de enfrentar. Tomemos como exemplo um site de compras onde é possível comprar camisetas. Digamos que as camisetas disponíveis no site tenham diferentes cores. Ao escrever o código do tradutor para, por exemplo, o francês, o comum seria usar o termo em francês para “camiseta” e só acrescentar a versão traduzida da cor que o usuário escolhe. Porém, para idiomas como o francês, esse tipo de tradução não funciona. O francês usa modificadores antes de algumas palavras e não os usa para outras, e ignorar esse aspecto resultará em uma tradução errada. Assim, a melhor forma de evitar esse bug é evitar completamente a concatenação de strings.

Incluir pontuação apenas nas strings de recurso

Sinais de pontuação também funcionam como concatenação, com a exceção de que as regras de pontuação diferem de idioma para idioma. Assim, você não pode simplesmente deixar os sinais de pontuação como estão e apenas traduzir as palavras. A melhor forma de lidar com isso é colocando todos os sinais de pontuação nas strings de recurso. Dessa forma, é possível adicionar todos os sinais de pontuação relevantes de acordo com o texto traduzido, sem quaisquer erros gramaticais.

Prestar atenção aos nomes próprios

Na América do Norte, a tendência é usar o sobrenome das pessoas com maior regularidade. No entanto, em alguns países orientais, predominantemente os asiáticos, algumas pessoas têm somente um nome. E não temos como saber se ele é o primeiro ou o último nome. Obviamente, o algoritmo de tradução direta bagunçará tudo isso, podendo provocar gafes muito constrangedoras. Os erros estarão no prefixo para o nome. Para evitar que isso ocorra, acrescente uma tag de gênero ao nome. Assim, você terá um parâmetro comparativo ao traduzir a string e adicionará o prefixo correto.

Providenciar a extensão e a compressão de strings

Quando a interface do usuário é projetada, as frases terão um número específico de caracteres. Mas o problema na tradução é que algumas palavras que são curtas em um idioma são longas em outro. A melhor forma de lidar com isso é não ter nenhuma limitação nos caracteres no layout. Permita simplesmente que o texto oriente-se por si próprio no espaço disponível. E assegure um espaço suficiente para as strings poderem aumentar ou encolher.

Ater-se à codificação de caracteres UTF-8

Outro problema que você enfrentará em textos traduzidos é a codificação de caracteres. Usar o padrão UTF-16 é bastante tentador. Mas tenha em mente que o padrão UTF-8 é o ideal para todas as suas necessidades. Certifique-se de executar a codificação na parte superior da página para evitar quaisquer confusões e garantir que o padrão seja completamente mantido. Certifique-se de manter essa uniformidade em todo o código das páginas da interface do usuário.

Tópicos do Blog