Arquivos classificados: segurança

O idioma da segurança

O idioma da segurança

O idioma da segurançaSegundo dados do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE), em 2014, foram mais de 300 mil acidentes de trabalho típicos ocorridos no Brasil. De acordo com a Association of Equipment Manufacturers (AEM), nos Estados Unidos, país com dados bastante abrangentes a respeito desse tema, todos os dias, mais de 13.000 trabalhadores sofrem alguma lesão no trabalho. Muitos desses acidentes poderiam ser evitados se as regras de saúde e segurança fossem seguidas.

Nos Estados Unidos, a AEM tem como propósito ajudar a manter os trabalhadores seguros. No Brasil, essa função passa por alguns órgãos, entre eles e com maior mérito, o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). Foi pensando nisso que, em 2015, o MTE lançou a “Estratégia Nacional para Redução dos Acidentes do Trabalho”. O objetivo desse documento é apresentar um plano de ação específico para a redução dos acidentes do trabalho no Brasil, contribuindo para a redução dos danos que eles têm causado aos trabalhadores, às empresas e ao Orçamento da União.

Questões de idioma

Acidentes de trabalho ocorrem por diversas causas e em todas as categorias e espaços de trabalho. A prevenção é sempre um dos melhores métodos para evitar a ocorrência desse tipo de acidente.

Nos Estados Unidos, o setor de construção é um dos que mais apresenta trabalhadores que sofrem lesões no trabalho. A Occupational Safety and Health Administration (OSHA, Administração de Segurança e Saúde Ocupacional) é a agência estadunidense que regula esse setor. O site da OSHA é informativo e contém os regulamentos e padrões de segurança a serem seguidos em inglês e espanhol, mas, apesar dos seus esforços, ainda existem empregadores e trabalhadores que ignoram as regras ou têm dificuldades para entender as instruções.

O desconhecimento do idioma usado nas instruções não é a causa de todos os acidentes, mas é um dos fatores contribuintes significativos. No Brasil, com a vinda de imigrantes e refugiados de diversas partes do mundo, esse problema também pode acabar se evidenciando em algum momento. Contudo, ainda que essa não seja uma questão influente para os acidentes de trabalho atualmente no Brasil, muitos deles podem ocorrer por outras questões relacionadas ao idioma como a falta ou os erros de tradução.

É comum termos softwares, maquinários e ferramentas importados de outros países, cujos manuais precisam ser traduzidos para o português. Realizar um trabalho de tradução profissional, com uma equipe de tradução especializada e preparada para textos técnicos é fundamental para o bom uso do equipamento e, consequentemente, para que se evitem muitos dos acidentes causados pelo não entendimento ou interpretação errada das instruções de trabalho. Quando os trabalhadores não compreendem as instruções escritas ou faladas, estão em desvantagem e correm o risco de sofrer uma lesão potencialmente fatal.

Transmissão bem-sucedida da mensagem

Nem sempre as empresas refletem sobre a possibilidade de disponibilizar materiais traduzidos, incluindo os documentos de segurança, no idioma nativo dos trabalhadores. Muitas vezes, a tradução ou a responsabilidade de repassar esse tipo de instrução aos funcionários fica a cargo de um gerente ou coordenador que saiba se comunicar em inglês ou outro idioma, e não a um tradutor especializado.

Nos Estados Unidos, um bom exemplo é a campanha The Fall Prevention (Prevenção contra quedas) no site da OSHA. Ela descreve as ações que os trabalhadores precisam realizar para reduzir os riscos envolvidos no trabalho em altura e, entre elas, está a criação de um plano com a avaliação dos riscos da área e a elaboração de uma lista com as ferramentas e os equipamentos certos a serem usados. Esses planos e listas devem ficar disponíveis no local de trabalho e devem ser inteligíveis para todos os usuários. Normalmente documentos como esses são disponibilizados apenas em inglês, e isso suscita a questão: todos os trabalhadores conseguem compreender os riscos?

A menos que uma empresa garanta a disponibilização dos materiais no idioma nativo dos trabalhadores, alguns deles podem acabar não entendendo as advertências e instruções. No Brasil, ter um plano preparado tanto em inglês e espanhol (para possíveis clientes, visitantes ou outras partes interessadas) quanto em português (para os trabalhadores e outras partes interessadas) faz com que mais pessoas entendam as informações essenciais e apliquem os procedimentos de trabalho e segurança adequados.

A importância da tradução

A tradução de materiais é de extrema importância quando os trabalhadores precisam manusear equipamentos perigosos. A maioria das empresas exige que os usuários de maquinário pesado leiam o manual oficial de instruções antes do uso.

Se o manual tiver sido traduzido para o idioma nativo desses trabalhadores, eles entenderão com facilidade as precauções de segurança necessárias antes de usar o equipamento. Também estarão totalmente cientes dos riscos envolvidos. A disponibilização de documentos importantes no idioma nativo dos usuários não tem preço, pois pode salvar vidas.

Começar a disponibilizar documentos traduzidos é uma das mudanças com maior impacto positivo que uma empresa pode fazer. Quando uma empresa sabe que disponibiliza informações essenciais para proteger vidas e zelar pela própria reputação, ela certamente opera com serenidade. Nada é mais importante do que a segurança, e nada tem um preço mais alto quando ignorado.

____________________

A Terralíngua é uma empresa de tradução profissional especializada em localização e editoração eletrônica. Trabalhamos com muitos dos líderes mundiais do setor. Acesse nosso site para saber as informações de contato do nosso escritório local mais perto de você e obter ajuda com os projetos de tradução da sua empresa.