Certificação ISO
Traduzimos palavras em negócios
Três erros recorrentes na globalização de websites
por Terralíngua      Publicado em  fevereiro 13, 2013
00

Encruzilhada, erros e acertosCom o advento da internet, o mundo está ficando cada vez menor, e os empresários estão se valendo desse quadro e oferecendo seus produtos e serviços em escala global. Porém, um dos desafios com os quais eles inevitavelmente se deparam é a barreira do idioma. Embora já seja possível alcançar todas as regiões do mundo via internet, o desconhecimento dos idiomas locais ainda é um problema. Para romper essa barreira, os empresários buscaram uma nova ideia: disponibilizar seus sites nos idiomas regionais.

Embora a língua portuguesa esteja com uma crescente visibilidade internacional, uma parcela relativamente pequena de pessoas no mundo consegue ler, escrever ou conversar em português. É por essa razão que existem diversas empresas de tradução que oferecem serviços de tradução profissional, por meio dos quais o seu site pode ser traduzido para diferentes idiomas. Entretanto, observa-se que há alguns erros que costumam ser cometidos na tradução de sites. Este artigo apontará três desses erros, para que, quando for mandar traduzir o seu website, você possa evitar que eles se repitam.

Propósito da tradução

Antes de entrarmos nos erros comuns, é importante entender o propósito da tradução. Digamos que o site da sua empresa esteja em português por padrão. Se um visitante que não entende o português visita o site da sua empresa, ele deverá conseguir acessar o site com facilidade no idioma em que se sente mais confortável. “Com facilidade” aqui implica que o usuário possa acessar a versão em sua língua materna com apenas poucos cliques. Esclarecida essa questão, vamos então analisar os erros comuns na globalização de websites.

Usar a bandeira de um país para indicar o idioma de navegação

Você já deve ter percebido aqueles pequenos ícones que simbolizam a bandeira de um país, com o idioma escrito ao lado deles, na página inicial de um site disponível em diversos idiomas. Se um usuário deseja acessar o site em inglês, por exemplo, ele precisa clicar na bandeira dos EUA ou do Reino Unido. Se um falante de chinês deseja acessar o site em chinês, deve clicar na bandeira da China. O mesmo vale para o português, espanhol, francês e outros idiomas.

Porém, algumas pessoas não sabem que o inglês é também a língua materna do Canadá, da Austrália, da Nova Zelândia e de vários outros países. Também não sabem que o chinês não é exatamente chinês. Existem muitos dialetos regionais e variações da língua chinesa. O mandarim é o dialeto mais usado do chinês e também o idioma oficial da China, e é falado em outras áreas, como Taiwan e Cingapura. O cantonês é falado na Província de Cantão da China, em Hong Kong e em Macau.

Assim como há diferenças no chinês falado, também há diferenças no chinês escrito. Atualmente os caracteres chineses dividem-se em duas formas: uma é a forma “tradicional” e a outra é a forma “simplificada”. Essa divisão foi introduzida e promovida pelo governo chinês em 1949, com o objetivo de aumentar os índices de alfabetização da população. A China continental passou a usar a versão moderna simplificada de caracteres, ao passo que as populações de algumas subdivisões da China (Taiwan, Hong Kong e Macau) mantiveram a escrita original tradicional. A diferença básica entre as duas formas é que os caracteres da forma tradicional baseiam-se nos caracteres mais antigos e contêm mais traços. Já a forma moderna e simplificada é bem mais simples.

Além de a maioria das bandeiras serem de fato imprecisas, o uso de uma simples bandeira nacional para indicar um idioma poderá magoar algumas pessoas. Com a tensão entre o Taiwan e a China, os visitantes taiwaneses poderão se ofender se desejarem visualizar o site em mandarim e tiverem de clicar na bandeira nacional da China. Assim, este é um erro que você deve procurar evitar em seu site.

Usar o script do idioma de chegada para indicar que o idioma está disponível

Os sites traduzidos estão disponíveis em diversos idiomas, mas indicam os idiomas disponíveis no script em português. O script usado em chinês, por exemplo, é completamente diferente. Se alguém que não saiba ao menos o básico do português visitar o seu site, essa pessoa olhará as opções de idioma e não reconhecerá o termo “chinês” no script em português. Esse poderá ter sido um cliente em potencial que você acaba de perder. Assim, tenha a certeza de que todas as opções de idiomas disponíveis em seu site estejam escritas no script na própria língua materna dos visitantes para ajudá-los a reconhecê-la facilmente e a acessar o site.

Falta de visibilidade das opções de idiomas de navegação

Se o seu site é oferecido em diversos idiomas, e as opções de idiomas de navegação não estiverem claramente visíveis, não há por que o site estar traduzido. Faça com que as opções de idiomas de navegação estejam claramente visíveis na própria página inicial, posicionando-as idealmente no canto superior direito ou canto superior esquerdo da página inicial, para garantir visibilidade máxima ao visitante (e potencial cliente). Isso também garantirá que o investimento que você fez na tradução do website valha cada centavo.

Para obter uma avaliação adequada das suas necessidades de localização, visite o nosso site e escreva-nos uma mensagem ou solicite-nos um orçamento.

Tópicos do Blog