Arquivos classificados: controle de qualidade

A importância das normas de qualidade

A importância das normas de qualidade

A importância das normas de qualidadeJá foi dito que a tradução é mais uma arte que uma ciência. Ainda que alguns aspectos da tradução realmente exijam um componente criativo, os procedimentos e protocolos necessários à qualidade do trabalho representam os parâmetros de maior importância. Ao selecionar um parceiro de tradução, você espera que esses procedimentos e protocolos de qualidade sejam implementados. Mais que uma promessa, você espera uma garantia de qualidade.

ISO 9001 e 17100

Uma forma de garantir essa qualidade é encontrar um parceiro que tenha obtido certificação ISO. A International Organization for Standardization, mais conhecida pelo acrônimo ISO, promove normas proprietárias, industriais e comerciais. A organização reconhece duas certificações relevantes para o setor de tradução, a ISO 9001 e a 17100.

Muitos já conhecem a ISO 9001, que é uma norma internacional de sistemas de gestão de qualidade. Um sistema de gestão de qualidade (SGQ) é um conjunto de políticas, processos e procedimentos necessários ao planejamento e execução da área de negócios central de uma organização. Protocolos de produção, desenvolvimento e serviço afetam a capacidade de uma organização atender aos requisitos do cliente.

A ISO 17100 é uma nova norma, internacionalmente reconhecida para o setor de tradução, que trata dos requisitos relativos a processos essenciais ao fornecimento de serviços de tradução de qualidade, incluindo as competências dos recursos da empresa. Protocolos de tradução automática e interpretação não estão incluídos na 17100.

A 17100 faz mais que avaliar um sistema de gestão eficiente. Ela também avalia a segurança dos arquivos, o desenvolvimento dos colaboradores e as práticas de trabalho em geral. Uma auditoria independente da ISO é exigida para manter a certificação e assegurar a conformidade com essas especificações.

LISA

A Localization Industry Standards Association, ou LISA, foi uma organização baseada em padrões criados para tratar da tradução de software para diferentes idiomas. Apesar de a LISA não ser mais uma organização ativa, seu trabalho ainda orienta muitos padrões de tradução e localização. Adobe, IBM, Cisco, HP e Xerox eram membros da organização. A LISA representava seus parceiros na International Organization for Standardization. O Termbase eXchange (TBX) foi desenvolvido pela LISA, tornando-se mais tarde uma norma ISO. Muitos padrões da LISA são utilizados pela OASIS Open Architecture of XML Authoring and Localization.

O sistema LISA de controle de qualidade inclui uma série de classificações. Ele inclui um sistema de pontuação com níveis definidos para regras de estilo, precisão, consistência e idiomáticas para a tradução. O LISA também é utilizado durante o processo de localização. A localização é aplicada à adaptação de sites, aplicativos, videogames e outros textos traduzidos para adequação à cultura e estilo do público-alvo.

Conheça a qualidade do controle de qualidade

Embora esses sejam alguns dos sistemas de controle padrão utilizados pelas empresas de tradução, eles não são os únicos. Uma análise detalhada do fornecedor de tradução, através de perguntas e respostas sobre sua garantia de qualidade, revelará os protocolos e procedimentos que ele implementa para assegurar que sua empresa receba resultados de qualidade.

______________________________

A Terralíngua é uma agência de tradução profissional com as certificações ISO 9001 e 17100 e que utiliza o padrão LISA. Se quiser saber mais sobre nossos serviços ou se precisar de ajuda em um projeto de tradução, visite nosso site para obter mais informações.

Controle de qualidade: saiba se seu fornecedor cumpre o que promete

Controle de qualidade: saiba se seu fornecedor cumpre o que promete

Controle de qualidade: saiba se seu fornecedor cumpre o que prometeO foco na qualidade é um dos requisitos básicos esperados de um prestador de serviços de tradução. É comum ver o controle de qualidade sendo anunciado como uma das promessas dos fornecedores em suas campanhas de marketing. Mas como ter certeza de que os procedimentos corretos foram implementados e de que eles são seguidos no dia a dia? No setor de tradução, é ainda mais complicado. O profissional de tradução pode obter vários tipos diferentes de certificados e diplomas. Ele pode ser extremamente qualificado, demonstrar vasta experiência na área e estar assegurado contra erros e omissões. Mesmo assim, não há como saber de fato se o fluxo de trabalho diário reflete tudo isso. É aí que entram as normas do setor, uma forma objetiva de verificar se os controles estão realmente em vigor.

A ISO 9001 e a ISO 17100 são sistemas de gestão da qualidade desenvolvidos para garantir que as organizações sigam certos padrões e possam atender melhor às necessidades dos clientes. A certificação ISO, principalmente a ISO 17100, oferece diversas vantagens, as quais se aplicam diretamente aos serviços de tradução.

Você já deve ter ouvido falar da norma ISO 9001, mas a ISO 17100, uma norma relativamente nova e voltada para agências de tradução, aplica-se especificamente aos procedimentos do setor de tradução. Essa norma internacional substitui a norma europeia EN15038. Porém, é importante lembrar que ela não se aplica à tradução automática nem à interpretação.

O que isso quer dizer? Os prestadores de serviços de tradução com certificação ISO passam por auditorias independentes anuais para garantir que suas atividades de gerenciamento sejam eficientes. Essas avaliações objetivas analisam as operações da agência para ver se elas estão sendo realizadas corretamente, permitindo, assim, que a organização mantenha sua certificação ISO.

Um dos nomes mais importantes na elaboração das normas do setor de tradução foi a LISA. A Localization Industry Standards Association, também conhecida como LISA, existiu de 1990 a fevereiro de 2011. As normas definidas pela associação estabeleceram um nível de exigência superior no que diz respeito ao gerenciamento da memória de tradução, ao gerenciamento das bases terminológicas e ao uso da estrutura de criação e localização de XML. O foco na precisão é o principal nos fluxos de trabalho aprovados pela LISA. Se o tradutor ou a agência tiver um sistema de controle estruturado pela associação, você pode esperar uma qualidade consistente.

A Globalization and Localization Association (GALA) é uma fonte de informações útil que contém detalhes sobre essas normas em seu site.

Após descobrir se o fornecedor tem um controle de qualidade em vigor, é importante saber o tipo de controle de qualidade usado especificamente. Pense em sua organização e descubra os requisitos que você considera importantes para confiar sua mensagem global a um fornecedor. Uma certificação ISO ou o cumprimento de uma norma da LISA não são garantia de um trabalho perfeito, mas ajudam a identificar um serviço de qualidade.

____________________

A Terralíngua é uma agência de tradução, certificada pelas normas ISO 9001 e ISO 17100, que implementou um programa interno de avaliação desenvolvido a partir das normas da LISA. Se quiser saber mais ou entrar em contato com um escritório local, visite o nosso site.